Sindicato lança pesquisa científica para investigar adoecimento do trabalho virtual : ACRACOM

BLOG ACRACOM


26/10/2021 | Santa Catarina

Sindicato lança pesquisa científica para investigar adoecimento do trabalho virtual

Em mais um projeto envolvendo a UFSC, desta vez com o Núcleo de Estudos de Processos Psicossociais e de Saúde nas Organizações e no Trabalho (NEPPOT), o SINJUSC lança hoje (25/10) uma pesquisa pioneira no sul do país para investigar os impactos psicossociais do trabalho não-presencial na saúde mental dos servidores.

O objetivo é subsidiar as políticas e práticas sindicais e institucionais de combate e prevenção às doenças que afetam os servidores do TJSC, com ações voltadas também ao melhoramento das condições de trabalho. A pesquisa ficará disponível até 25 de novembro e pode ser respondida por TODAS e TODOS AQUI NESTE LINK.

A orientação do SINJUSC é que os servidores reservem, na medida do possível, de 30 a 40 minutos da jornada de trabalho para responder as perguntas com calma. Há questões relacionadas ao teletrabalho/trabalho em casa, ao suporte social e organizacional, a “sinais/ sintomas” psíquicos e a comportamentos negativos relacionados ao trabalho.

“Sim, são várias perguntas e demanda um pouco de tempo de participação, mas o resultado tem valor inestimável na cooperação de políticas que envolvem a saúde do servidor. O SINJUSC, por exemplo, tem recebido muitas demandas de violência moral, praticadas das mais diversas formas. E os dados dessa pesquisa fornecem subsídios importantes nas tratativas com a administração do Tribunal e também informes ao trabalho do CNJ”, explica o presidente do SINJUSC, Neto Puerta.

SINJUSC protagoniza defesa da saúde dos servidores em Seminário Nacional do CNJ

O dirigente lembra que a recente instalação das comissões de enfretamento ao assédio no TJSC é fruto de trabalho conjunto construído com a Fenajud e outros sindicatos, que resultou em uma pesquisa, cujos dados foram apresentados ao CNJ, que mais tarde normatizou a criação das comissões e o SINJUSC cobrou o andamento aqui em Santa Catarina.

SINJUSC participa de resolução contra assédio moral e discriminação

“Então, até chegar nas políticas de enfrentamento ou no mínimo debate sobre saúde e direitos, o sindicato trabalha, e muito, para que as coisas tomem formam e hoje, atendam aos interesses dos servidores. Por isso, a relevância da pesquisa e importância de muitos responderem”, argumenta Puerta.

SELO DA UNIVERSIDADE|

Coordenada pelos professores da UFSC: Doutoras Renata Silva de Carvalho Chinelato e Suzana da Rosa Tolfo Universidade Federal de Santa Catarina e o Mestre Renato Tocchetto de Oliveira, a pesquisa será realizada com trabalhadores dos Tribunais de justiça do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, e da justiça federal e dos tribunais regionais do trabalho e eleitoral também de Santa Catarina.

A pesquisa será aplicada pelo Sindicato dos Trabalhadores no Poder Judiciário Federal no Estado de Santa Catarina (SINTRAJUSC), Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (SINDJUSRS) e Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Paraná (SINDIJUS-PR).

SERVIÇO|

Para participar da pesquisa, CLIQUE no link que será enviado por e-mail e Conecte SINJUSC.
https://pt.surveymonkey.com/r/PPGL562
Vale destacar que as respostas serão enviados diretamente para o banco de dados do NEPPOT da UFSC, garantindo, assim, o sigilo e anonimato dos participantes.

 

fonte: SINJUSC