Atos em Santa Catarina dizem não à Reforma Administrativa no Dia Nacional de Lutas : ACRACOM

BLOG ACRACOM


01/10/2020 | Santa Catarina

Atos em Santa Catarina dizem não à Reforma Administrativa no Dia Nacional de Lutas

Esta quarta-feira, 30 de setembro, foi marcada por um Dia Nacional de Luta em Defesa do Serviço Público. Em Santa Catarina, os trabalhadores e trabalhadoras realizaram atos e ações presenciais e virtuais nas cidades de Florianópolis, Criciúma, Pomerode e Joinville para lutar contra a Reforma Administrativa e as privatizações planejadas por Bolsonaro e Guedes. Mesmo com a pandemia, os trabalhadores deram um jeito levar suas bandeiras e cartazes para as ruas, mas com todos usando máscaras, passando álcool em gel nas mãos com frequência e sempre tomando cuidado para manter o distanciamento entre os manifestantes.

Em Florianópolis, servidores municipais, estaduais e federais, junto com trabalhadores do setor privado, centrais sindicais e movimentos sociais, se uniram para dizer não aos ataques de Bolsonaro e Guedes ao serviço público. Os manifestantes se reuniram em frente à Assembleia Legislativa, em Florianópolis, com faixas e cartazes contra a Reforma Administrativa, as privatizações e em defesa do fortalecimento dos serviços públicos.  O ato encerrou com uma caminhada pelas ruas do centro para dialogar com a população.

 A presidenta da CUT-SC, Anna Julia Rodrigues, participou do ato na capital e lembrou que a Reforma Administrativa prejudicará os mais vulneráveis deste país “Essa Reforma Administrativa de Bolsonaro vai acabar com o serviço público e com os direitos dos servidores públicos. Este é um ato simbólico para dizer que Santa Catarina diz não à Reforma Administrativa e diz Fora Bolsonaro. Ao invés de fazer reformas que vão acabar com os serviços que atendem quem mais precisa nesse país, Bolsonaro e Guedes deveriam taxas as grandes fortunas”.

Em Criciúma, um ato simbólico aconteceu em frente à Caixa Econômica do Federal do Centro e contou com uma apresentação do Grupo de Teatro “E agora?” que dialogaram com quem passava sobre a importância do serviço público na vida da população. Lideranças do movimento sindical CUTistas participaram da mobilização para defender as estatais e dizer não às privatizações e à Reforma Administrativa.

A quarta-feira na região do Médio Vale do estado também foi marcada por mobilização em defesa do serviço público. Lideranças sindicais de Blumenau, Indaial e Rio do Sul se reuniram para um ato simbólico na Praça do Portal de Pomerode. Os participantes levaram faixas e fizeram falas contra a Reforma Administrativa de Bolsonaro e Paulo Guedes e em defesa do fortalecimento dos serviços públicos. 

No fim da tarde um ato aconteceu em Joinville, na Praça da Bandeira, com a presença de trabalhdores do serviço público e do setor privado para lutar contra a Reforma Administrativa. 

 

fonte:CUT/SC