Policiais federais voltam às ruas na quinta (12) por aumento de salário : ACRACOM

BLOG ACRACOM


10/05/2022 | Notícias

Policiais federais voltam às ruas na quinta (12) por aumento de salário

Os policiais federais voltam a protestar em todo o país, na próxima quinta-feira (12), pela reestruturação da carreira e aumento de salário. Nota publicada no site da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) diz que a direção da entidade elaborou um calendário de manifestações contra a inércia e os recuos do governo de Jair Bolsonaro (PL). Confira o calendário no fim do texto.

“O governo federal tem uma dívida com os policiais federais e, para que ela seja quitada, basta uma decisão política do governo”, afirma  na nota o presidente da Fenapef, Marcus Firme.

O dirigente se refere a promessa que Bolsonaro fez final do ano passado de conceder aos políciais federais e rodoviários um reajuste proporcional à inflação, usando o espaço aberto no teto de gastos pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios.

Este ano, presssionado por outras categorias do serviço público que não teriam a reposição da inflação da data-base, o governo voltou atrás e anunciou um reajuste de 5% a partir de julho para todo funcionalismo público federal, que reivindica aumento de 19,99%.

A resposta dos servidores foi mais mobilização e parallisação de diversas categorias, entre elas os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que estão em greve desde o dia 23 de março. Em abril, diversas fizeram greves e paralisações.

Qual o objetivo da reestrutruração de carreiras dos policiais

Segundo os dirigentes da Fenapef, a reestruturação tem como objetivo reduzir os efeitos negativos da reforma da Previdência para a categoria. Segundo eles, houve achatamento salarial porque a alíquota de contribuição deles aumentou de 11% para 14% e, em alguns casos, como dos delegados, para 16%.

Calendário de Luta dos policiais federais

Além do ato desta semana, na quinta-feira da semana que vem, dia 19, haverá uma nova rodada de atos. No dia 1º de junho, policiais federais se unirão aos policiais rodoviários federais numa grande marcha em Brasília.

De acordo com a nota na página da Fenapef, que reúne 27 sindicatos e 14 mil policiais sindicalizados, representantes dos policiais federais de todo o país vão se reunir para pressionar o governo federal a atender às demandas das forças policiais da União.

As manifestações de policiais federais por todo o País no dia 28 surpreenderam pelo grande número de adesões, mostraram a insatisfação da categoria com a demora da definição sobre onde será empregado o recurso de R$ 1,7 bilhão previsto no Orçamento para a valorização das forças de segurança da União, diz a federação.

Outdoors também estarão espalhados por Brasília e por todo o País para explicar aos brasileiros as razões dos protestos, diz trecho da nota.

O calendário foi definido em assembleia geral extraordinária na última sexta-feira (6). A Fenapef afirma que o atendimento à população não será prejudicado, mas a categoria se manterá em estado de mobilização permanente, avaliando e definindo os próximos passos a serem tomados, até ter suas demandas atendidas.

O Ministério da Justiça encaminhou, em março, minuta de medida provisória (MP) da reestruturação das forças policiais da União para o Ministério da Economia, onde está parada.

 

 

 

foto: REPRODUÇÃO/FENAPEF